Bendito seja Deus pelo dom da vocação

A celebração da minha entrega definitiva a Deus foi antecipada por um retiro de três dias onde experimentei a imensa alegria por me sentir a amada de Deus e esta foi a grande alegria da minha entrega total a Deus. Acolhi este momento com disponibilidade interior e desejo de viver a minha consagração em fidelidade a Deus. Como diz a nossa Madre Fundadora “Tantos dons comigo repartiste numa generosidade sem igual”, neste momento sinto isto, por o Senhor me ter chamado.

Com a graça de Deus a celebração decorreu na minha terra natal, o que foi muito bom para o meu povo e para mim. Naquele meio pobre, de baixo dos coqueiros, fiz a minha consagração perpétua, no desejo de dar-me, gastar-me e consumir-me até à morte. Como foi um ambiente familiar muitos diziam: “nós não acreditávamos que tu serias irmã, mas hoje vimos isso!” E assim eu reforcei o meu pedido de eles rezarem por mim, para eu ser fiel a este compromisso.

Agradeço a presença de todos que no dia 06 de Novembro me acompanharam em oração.

Muito obrigada,
Ir. Anabela