O Tesouro que somos

Partilhas do mês de Outubro

Mês da Congregação

Comunidade do Candeeiro

Comunidade do Candeeiro
Comunidade do Candeeiro

Este mês de outubro foi muito rico em vivências e experiências que o Senhor nos permitiu viver em Comunidade. Não nos foi possível seguir o itinerário com todos os passos previstos no documento que recebemos mas não foi menor a intensidade com que o vivemos. Outros acontecimentos se sobrepuseram como a visita canónica da Superiora Regional, Ir. Mª do Carmo Alves, o internamento da Ir. Mª da Conceição Pereira, entre outros.

Na primeira semana, nós rezamos “o tesouro que sou, e o tesouro que somos em Comunidade” que culminou na partilha do dia 8 de Outubro, da qual salientamos alguns aspetos mais focados:

 – A força da oração umas pelas outras e pela humanidade inteira;

– A vivência das virtudes humanas e cristãs: misericórdia, piedade, perdão, acolhimento, gratuidade, ajuda, partilha e compreensão mútua, desculpa, disponibilidade e serviço, generosidade, alegria e entrega, aceitação das limitações, abertura e espontaneidade, prontidão, aceitação dos imprevistos, atenção à outra e gratidão.

– O amor e união a Jesus Cristo que nos impulsiona para a missão.

Da segunda semana não nos foi possível fazer a partilha prevista, mas vivemos o interesse pela comunidade local sendo uma presença nas comunidades cristãs da Portela, Moscavide e Parque das Nações onde vai sempre alguma irmã pela missão ou simplesmente pela presença na Eucaristia, onde muitas vezes somos chamadas para fazer leituras ou dar a Comunhão. Uma Irmã está inserida na comunidade da Portela pela Catequese e outra na paróquia Nossa Senhora dos Navegantes com os catecumenos. Além desta presença na comunidade cristã duas Irmãs partilham com os seus ambientes de trabalho profissional o seu zelo apostólico. Partilhamos também com a Casa da Cidade alguns bens alimentares que nos chegam mantendo assim muita proximidade com esta comunidade evangélica, sendo para todas estas pessoas uma referência de comunhão e oração.

Tivemos ainda agendada uma partilha presencial com a Comunidade de Aveiro, que viria estar connosco, a nosso convite, no Candeeiro, que não foi possível concretizar devido aos trabalhos da visita canónica.

Da terceira semana “o tesouro que somos para as outras em fraternidade” fizemos um encontro via zoom com a Comunidade do Luxemburgo que foi muito apreciado e em que todas partilhamos a nossa alegria na missão de cada uma. Este encontro foi dia 24 com a duração de uma hora.

Na quarta semana tivemos a oportunidade de fazer a celebração da gratidão, cada uma escolheu uma palavra que contivesse força para exprimir a sua vivência deste mês e fez a sua partilha a partir da mesma. As palavras escolhidas foram: Misericórdia; aceitação; ação de graças; fidelidade; entrega; despertar; gratidão; bondade; receber; dar graças.

Três meses depois da sua eleição, tivemos a alegria de uma visita surpresa da Irmã Maria de Jesus Silvério, onde muitas irmãs a puderam felicitar pela sua eleição, pois não tinham ainda tido oportunidade de a ver. Lanchou connosco e foi um momento muito alegre e festivo.

Foi um mês muito rico e forte de vivências que não é necessário florear porque muito reais e que nos encheram o coração de esperança na possibilidade de continuarmos a crescer como comunidade, em Congregação.

Comunidade do Candeeiro

Não se esqueça de fazer o Lougout para sair em segurança desta Área Reservada.