Peregrinar a Fátima com irmãos e irmãs luxemburgueses

Entre os dias 12 e 17 de setembro, tive a graça de participar numa peregrinação diocesana e intercomunitária organizada pelo serviço de peregrinações da diocese do Luxemburgo (LuxPélé a.s.b.l.).

Integrando a equipa organizadora, composta pela Renée Schmit, virgem consagrada, e pelo Padre Martin Molitor, reitor do santuário de N.Senhora de Fátima em Wiltz - Luxemburgo, fiz a experiência de me sentir bem pequenina mas ao mesmo tempo agraciada por Deus, privilegiada, abençoada por Ele, ao participar nesta primeira aventura.

Éramos 50 pessoas: na sua maioria luxemburguesas, indo a Portugal pela primeira vez.

Num primeiro momento, antes de partir, vivi alguma ansiedade, talvez a dificuldade da língua luxemburguesa!... Mas tudo foi superado com a língua francesa.

O alojamento de todos os dias numa das casas do santuário, foi magnifico, repleto de acolhimento e ao mesmo tempo de simplicidade.

Participámos nas diferentes celebrações eucaristicas e marianas em Fátima. Visitámos a Univesidade de Coimbra, o Seminário Maior e o Carmelo, onde celebrámos a Eucaristia.

Visitámos os Mosteiros da Batalha e de Alcobaça e a Nazaré - Sítio e praia.

Foram cinco dias de luz e calor, de fé e de partilha, de alegria de entusiasmo, de descoberta e de proximidade.

Ao princípio, ao entrar no avião questionei-me: afinal o que vai acontecer nestes cinco dias entre pessoas que não conheço, que falam outra língua e que nunca foram a Portugal?

E afinal, a resposta de Nosso Senhor foi esta: "somos todos diferentes, mas todos iguais. Por isso somos irmãos, somos uma família".

Saí mais rica, mais próxima, e ouvi inúmeras vezes, em língua francesa:

que beleza, Irmã, que bom estarmos juntos em Fátima, que bom termos vindo, não conhecia, mas isto é maravilhoso; para a próxima cá estaremos; que paz eu sinto; aqui somos todos iguais; todos nos compreendemos.

Irmã Perpétua Coelho

(Photos: Jean Loes)