Notícias de Moçambique

O 1º trimestre em Mecuburi

Queremos partilhar esta 1 ª fase do ano 2018.

A nossa Comunidade é constituída por três Irmãs: Delfina, Maria do Carmo e Maria Cristina.

A partir deste núcleo, chamado a espelhar-se nas três pessoas divinas, partimos em missão para o Lar, Escola, paróquia e o meio que nos envolve. Sim, somos três e aqui estamos a ser um pouco de fermento na massa…. Programamos o nosso ano pastoral e missão.

A nossa pastoral começou com a entrada das meninas, no dia 26 de Janeiro. Recebemos no total 36 meninas e ficaram 22 na lista de espera. Feita a difícil selecção, passamos a fase da organização: limpeza da casa, pátio, da machamba….em preparação do dia 2 de Fevereiro, dia da abertura do ano Escolar.

Apresentação da vida do Lar pelas meninas

Queremos apresentar-vos o funcionamento do Lar: O Lar é constituído por 36 meninas, estudantes da escola Secundária de Mecubúri. Estamos divididas em dois turnos: 15 meninas da 8ª a 9ª classes, estudam no turno da manhã e 21 meninas da 10ª a 12ª classes, estudam no período da tarde.

O nosso Lar oferece-nos várias actividades; aqui aprendemos a ser mulheres: estudamos, temos o reforço escolar de duas horas por dia. Aprendemos a capinar na machamba, a fazer horta, a cozinhar e a cuidar das galinhas, patos, coelhos e porcos, para o nosso auto sustento.

Também temos aulas de informática, costura; rezamos e convivemos, tudo isto é benefício, para o nosso crescimento harmonioso.

Somos 36 meninas organizadas em 6 grupos. Temos a chefe geral e sua adjunta, chefes dos grupos, e chefes de cada um dos sectores de trabalho e dos quartos.

A coordenação do Lar é feita pela Irmã Cristina, as aulas de informática pela Irmã Carmo, a Costura pela Irmã Delfina e a catequese pelas Irmãs Cristina e Carmo. E são auxiliadas por uma equipa, nomeadamente: a tia Júnica Atanásio que nos ajuda no reforço de estudo, biblioteca e outras actividades; a tia Sarifa Alexandre, ajuda-nos na parte da cozinha e refeitório, o tio Júlio é o guarda do Lar e o professor Eusébio Sande, que nos ensina todo o processo da Horta.

Gostamos muito de toda a ajuda que nos é dada, procuramos aproveitar para a nossa formação e crescimento, porque o nosso lema é: “somos meninas de hoje e seremos mulheres de amanhã”.

Também, queremos partilhar convosco as nossas dificuldades:

 

Gostaríamos de estudar e conseguir alcançar o nosso sonho futuro de servir a sociedade, sendo professoras, enfermeiras, médicas, polícias, advogadas, administradoras… mas os nossos pais não têm condições económicas…

O nosso obrigada a todos.

Como vêm, a nossa acção centrou-se mais no Lar, devido a impossibilidade de deslocação, graças a Deus, este ano tem sido ano de muita chuva, as estradas de terra batida estão pouco transitáveis. Por isso as visitas e formações dos agentes de pastoral ainda não começaram.

Festas e visitas

Em Fevereiro fomos presenteadas pela chegada da Irmã Delfina, acompanhada pela Irmã Advinda. Passamos juntas a festa da Madre Fundadora. O dia 12 de Fevereiro foi mesmo festa, solenidade, As Irmãs e as meninas floriram com mensagens, danças, coros de gratidão a nossa fundadora e padroeira do Lar, Luiza Andaluz. Cantamos parabéns à Mãe Luiza Andaluz.

No dia 6 de Abril, recebemos a visita do Sr. Administrador do distrito com a sua comitiva. Ficou muito feliz e sensibilizado por ver a alegria, a responsabilidade das meninas na boa recepção e explicação da sua vida neste Lar. estimulou-as ao estudo e a aproveitar bem tudo o que daqui recebem. “ Estão bem seguras, sei e vejo que aqui são bem organizadas e acompanhadas, não desperdicem esta graça…eu vivi no lar da missão, tenho boas recordações…” Foi tão bonito o seu gesto, que na tarde daquele dia, as meninas receberam um grande presente do senhor Administrador, uma cesta recheada de esparguete, sumos, óleo, água, para a festa do dia 7 de Abril, dia da Mulher Moçambicana.

São mimos e graças que o Senhor nos faz saborear neste meio, e quem partilha o pouco abre as mãos para mais e mais graças…

Agradecemos ao Senhor e a cada uma das Irmãs que nos acompanham pela oração e partilha neste ano de preparação para o encerramento da nossa missão aqui. Bem Haja a todos.

Para terminar, fazemos nossas, as palavras da Madre Fundadora “ se a vontade de Deus for o guia e farol da nossa vida, não haverá perigo de errarmos o caminho”. Luiza Andaluz

Irmãs da Comunidade de Mecubúri

Delfina, Maria Cristina e Maria do Carmo